Posts made in julio, 2015

*Meus devaneios

Postado por en Jul 10, 2015 en Blog | 0 comentarios

                                                MEUS DEVANEIOS                 DEVANEIOS, significa sair da vida real, desafinar com a coerência e se perder   consigo mesmo. Em resumo diria que devaneio é um sintoma de instinto fantasioso  transtornado e que nos tira da realidade e nos leva ao mundo da utopia.               Sem dúvidas a vida está cheia de erros e acertos, todavia nada apaga sua elegância e essência. Erra quem faz, quem não erra é porque não faz, eu prefiro correr o risco de errar e continuar fazendo. A  forma para errar menos é fazendo mais. Seria excelente si iniciássemos este novo ano com o propósito de reconhecer e corrigir os nossos próprios erros para errar bem menos e acertar muito mais. É obvio que nenhum ser humano é perfeito, porém, todos nós somos capazes de acrescentar a soma de acertos, diminuir o número de erros e aproximar o máximo da perfeição.  É curioso! 2015 mal começou e já é incalculável a soma de pessoas que cometeram seus devaneios. Ainda existem aqueles antigos e aparentemente obsoletos ditados populares, que dizem: Pisar na bola ou dar bola fora, escorregar na casca da banana, falar abobrinhas, viajar na mayonese e enfiar o nariz onde não cabe, etc.  Reconhecer e corrigir os erros próprios é decisão e disposição de “gente grande” que anelam produzir e prosperar. Sem confundir a covardia com o espírito reconciliador, a sinceridade com o espírito critico, a generosidade com a manipulação, o desabafo com o diálogo e a perseverança com a teimosia é dever, direito e responsabilidade nossa. Buscar e alcançar qualidade de vida pessoal e viver muito melhor é um direito de todos. No finalzinho de 2014, uma multidão acreditou e comprou o bilhete da mega sena que acumulava mais de duzentos e quarenta milhões de reais que premiou um ou um pouco mais de dois anônimos. É fundamental que invertamos o invertido, isto é, muitas pessoas ainda vivem com valores invertidos crendo mais na utopia e acreditando menos na vida real. Temos que equilibrar o otimismo com o realismo, o emotivo com o filosófico e o lógico com a fantasia.  Bem sei que si pudéssemos rebobinar o nosso passado, faríamos muitas coisas que não fizemos e deixaríamos de fazer outras tantas que fizemos. Para evitar maiores e mais erros é recomendável que enfoquemos, concentremos e envolvamos no nosso presente e vivê-lo plenamente. Viver em função do passado é uma fantasia e viver o futuro é ilusão que anula o presente. Este é o maior erro que nos leva a cometer muitos outros...

Leer más